Custos de APP de entrega encarecem cadeia produtiva, mas há alternativas

Os serviços de entregas por aplicativo são caros. Isso acontece porque todo o colaborador da plataforma precisa pagar alguns encargos e este valor impacta na venda. O iFood, o mais popular sistema de entregas, cobra uma taxa que varia entre 12% a 27% em cada pedido, fora a mensalidade que gira entre R$ 100 e R$ 130. Pequenos negócios e novos empreendedores precisam cobrir esses valores aumentando um pouco o valor do seus produtos. Muitos optam por incluir este valor no custo fixo.

A taxa cobrada pelo iFood realmente consome um percentual do valor do pedido – e podemos dizer que, em muitos casos, é o mesmo que dizer que você tem um “sócio” que consome um quinto da margem bruta. Neste momento de pandemia, em que muita gente está vendendo online e com a concorrência mais do que acirrada, estamos falando de dinheiro que fica nas mãos de terceiros.

Pode valer a pena para quem faz entregas em toda a cidade ou grandes redes de fast food, porém, não vale a pena para quem está disposto a entregar sua comida no próprio bairro.

Alternativo Gratuita
O Entrega Curitiba é uma plataforma que faz essa intermediação sem custo algum.  É um canal de vendas que faz o contato direto do produtor para o consumidor sem cobrar um centavo, ajudando a quem está tentando sobreviver nesta crise – sem meter a faca no bolso do consumidor:

“O valor gasto nestas plataformas mais famosas de delivery precisa ser paga de alguma forma e muitos nem estão conseguindo vender direito por este motivo. Muita gente está pedindo pela internet, é fato, porém, é notório o número de pessoas que perderam seus empregos por um motivo ou outro. O resultado é menos dinheiro circulando. Por isso, quanto menos custos tiver, melhores serão as chances de sucesso” explica Ediney Giordani, da KAKOI Comunicação, criador do Entrega Curitiba.

Já que falamos do iFood, veja quanto custa cada serviço de entrega e avalie o quanto isso influencia no seu negócio e no bolso do seu consumidor final

Rappi
O Rappi cobra uma taxa única no valor de R$40 que será descontado no primeiro repasse de ganhos feito ao associado, preferencialmente em uma única parcela. Caso não haja ganhos o suficiente para esse desconto até o primeiro repasse, os repasses podem ser retidos até que o valor seja abatido. O contrato da Rappi determina que a empresa terá o direito de cobrar do restaurante uma taxa de 3,5% sobre o valor de cada transação, ao que chamam de Taxa de Pagamento a Crédito.

James
A cobrança do James para o cliente é fracionada em três partes: valor do produto + taxa de serviço + taxa de entrega.A taxa de serviço é cobrada do cliente apenas quando o restaurante não é parceiro e corresponde a 14% do valor das mercadorias. Já a taxa de entrega, corresponde a R$ 5,39 de segunda a sexta e R$ 7,19 nos fins de semana mais um acréscimo por km rodado em entregas acima de 3 km. Para restaurante parceiros do James, ele paga a mensalidade de R$ 99 e, caso não seja um parceiro exclusivo, uma taxa de 10% sobre o valor da mercadoria.

Uber Eats
O cálculo do valor que você receberá é feito da seguinte forma:
– Retirada da comida: R$3,20
– Entrega da comida: R$1,40
– Por km rodado: R$1,10

99 Food
Se o seu restaurante você tiver um entregador, o 99 Food  pagará apenas a taxa de serviço, ou seja, o preço para utilizar o aplicativo com o custo de 10% sobre o valor do prato.

Caso contrário, precisará pagar o valor de entrega do produto, utilizando o serviço de entrega da 99 Food, e a taxa é de 27% sobre o valor do prato.

Tem produtos para entregar pertinho, aí no seu bairro, e não quer cobrar mais por isso? Então cadastre-se no Entrega Curitiba e comece a preparar seus pratos agora mesmo! 

Desenvolvido pela KAKOI